Gabriel Buosi: Unipode marca presença com a comercialização de produtos produzidos pelos assistidos

Foto: Gabriel Buosi: Unipode marca presença com a comercialização de produtos produzidos pelos assistidos

VALORIZAÇÃO

24ª edição da Expodefic/Feidefic segue hoje em PP

Evento é realizado pela Secretaria Municipal de Cultura desde 2001, conta com a participação de nove entidades assistenciais e, além de arrecadar fundos, traz visibilidade

  • 10/05/2019 05:20
  • GABRIEL BUOSI - Da Reportagem Local

Teve início ontem e segue hoje no centro de Presidente Prudente, das 9h às 16h, na Praça Nove de Julho, a 24ª edição da Expodefic/Feidefic (Exposição e Feira de Trabalhos Artísticos da Pessoa com Deficiência). O evento é realizado pela Secretaria Municipal de Cultura desde 2001, conta com a participação de nove entidades assistenciais e, além de arrecadar fundos, objetiva ainda trazer visibilidade para as instituições. “O evento traz o lema ‘A Arte Comprova a Capacidade’ e tem como objetivo mostrar que as pessoas com deficiência são capazes de produzir artesanatos e desenvolver talentos”, informa a organização.

A coordenadora da Expodefic/Feidefic, Sônia Aparecida Costa Vilela, afirma que além de valorizar o trabalho das pessoas assistidas, a ação possibilita uma exposição maior do que é feito em cada uma das unidades. “Queremos mostrar que eles são mais do que capazes e que possuem habilidades manuais e artísticas. Além da comercialização, teremos ainda apresentações musicais, teatros e danças no cronograma”. Sônia afirma ainda que participar é gratificante, ainda mais por ver o quão longe o projeto foi, já que inicialmente era realizado de forma anual, e agora semestral.

A Unipode (União das Pessoas com Deficiência) marca presenta no encontro e, de acordo com a assistente social, Vânia Cristina da Silva Gomes, possui a principal intenção de ganhar visibilidade por se tratar do centro da cidade, já que muitos não possuem a condição de ir pessoalmente à sede conhecer as atividades. “Trouxemos tapetes, guardanapos, tiaras de cabelo, cadernos de receitas customizados, pulseiras e outros. São Trabalhos desenvolvidos ao longo de todo o ano e sabemos o quanto é importante”. Segundo Vânia, o dinheiro será bem-vindo, visto o “momento difícil” que entidades em geral enfrentam.

Já o presidente da Associação Filantrópica de Proteção aos Cegos, Lourenço Augusto de Carvalho, esclarece que é tradição estar presente na Expodefic/Feidefic, que possibilita momentos de alegria aos 93 assistidos, mesmo que todos não estejam presentes no centro da cidade. “Nos ajuda muito na arrecadação e penso que atividades como essa, que estão ai para somar, deveriam ocorrer com mais frequência e divulgação”. Além de produtos produzidos, os assistidos e que estiveram presentes na ocasião realizaram massagens nas pessoas que por lá passaram.

SAIBA MAIS

Nesta primeira edição de 2019, as entidades participantes são: Ambulatório de Saúde Mental, Apae (Associação de Pais e Amigos Excepcionais), Associação Adolpho Bezerra de Menezes, Associação dos Cegos, Associação Peregrinação do Rosário, Carim (Associação de Apoio ao Renal Crônico), Núcleo Ttere, Sala de Recursos Hugo Miele e Unipode (União das Pessoas com Deficiência).