Deficiência capaz

23ª Expodefic/Feidefic pode ser apreciada pela população nos dias 8 e 9

Sim, “A Arte Comprova a Capacidade”!, nesta quinta e sexta-feira na Praça Nove de Julho, das 9h às 14h; música abrilhanta feira

OSLAINE SILVA - Da Redação • 07/11/2018 04:54:00

“A Arte Comprova a Capacidade”! Mais uma edição de uma das feiras mais interessantes, que chama a atenção de quem passa pelo calçadão na Praça Nove de Julho, centro de Presidente Prudente ocorre nesta quinta e sexta-feira das 9h às 16h. Trata-se da 23ª Expodefic/Feidefic (Exposição e Feira de Trabalhos Artesanais da Pessoa com Deficiência). A solenidade de abertura será às 9h de quinta-feira.

Sete entidades estarão aguardando com seus atendidos pelo menos a “visita” das pessoas em suas barracas. São elas: Ambulatório de Saúde Mental, Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), Associação Assistencial Adolpho Bezerra de Menezes, Associação dos Cegos, Associação Peregrinação do Rosário, Carim (Associação de Apoio do Paciente Renal Crônico), Unipode (União das Pessoas com Deficiências).

Para quem já acompanha a trajetória desse projeto que vem sendo desenvolvido desde 2001, a meta principal é mostrar à sociedade que as pessoas que possuem deficiência física ou mental não são incapazes. Pelo contrário: elas são totalmente capazes de criar, construir, produzir muitas coisas.

“E na feira elas apresentam ao público parte dessas coisas expostas em artesanatos variados e muito bonitos. São vários os itens que eles fazem como tapetes, quadros, peças artesanais, bonecas, sabonetes, pesos de porta, guardanapos, artesanato em jornal, crochê, madeira, entre outros. E é tudo muito bem feito!”, expõe uma das coordenadoras do evento Sueli de Araujo Soares, 50 anos, que além de auxiliar de biblioteca, é coordenadora do Projeto Carona, que trabalha com deficientes que fazem um passeio cultural ou de lazer semanalmente. Ou seja, ela sabe bem o quanto esse trabalho é bonito, interessante e, sobretudo, gratificante, como ela mesma destaca.

A coordenadora adianta aos interessados que queiram ir ao centro já com uma quantia reservada para adquirir algum produto desses especiais artistas que tudo está à venda a preços acessíveis com o mínimo de R$ 2 e máximo de R$ 100.

“Todos os artigos são excelentes para presentear alguém querido, como um amigo ou familiar, ou para uso próprio. É importante frisar que as pessoas terão a oportunidade não apenas de contribuir financeiramente com as entidades participantes, mas principalmente elevar a autoestima dos seus atendidos. É muito importante para eles verem seus trabalhos ali expostos. Eles se sentem úteis, capazes. Mesmo que você não tenha dinheiro para comprar, dê uma paradinha para prestigiar e faça um elogio. Eles amam quando são elogiados!”, exclama a coordenadora.

 

Edição a edição

Sueli explica que o tempo que os assistidos ficam nas entidades, durante todo o período de tratamento eles aprendem tudo que expõem em oficinas. E com a renda obtida as entidades compram mais matéria-prima para produção.

Valorizar, incentivar e divulgar os trabalhos que as entidades fazem com essas pessoas foram os principais objetivos do governo municipal, por meio da Secult [Secretaria Municipal de Cultura] na criação da Expodefic/Feidefic. Dessa forma as favorece, diminui a discriminação, o preconceito e promove a inclusão social”, salienta a coordenadora.

A cada edição, são realizadas duas ao ano, a organização comemora além do sucesso a alegria evidente no rosto dos atendidos durante a feira. E para que o maior número de pessoas façam parte dessa “história”, o local de realização é na Praça 9 de Julho, por se tratar do centro da cidade, um lugar de grande movimentação durante todo o dia com a circulação de pessoas não só da cidade, mas de toda a região.

 

PROGRAMAÇÃO

 

QUINTA-FEIRA

 

Às 9h - Abertura

Às 9h10 - Apresentação artística da Associação de Peregrinação do Rosário

Às 9h30 – Música com Edyr Noya

Às 10h – Música com Edu Monetty

Às 14h - Milton e Cidinha Juraseki

Às 15h - Paulo Salomão

 

SEXTA-FEIRA

 

Às 9h30 – Música com Pereira da Viola

Às 10h – Apresentação artística com Ambulatório de Saúde Mental

Às 10h30 – Música com Zara da gaita

Às 11h Zé da Serra

Às 14h – Teatro com a Unipode

Às 14h30 – Música com Duo Raízes da Esperança 

Às 15h - Paulo Salomão

 

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste