22,7 mil eleitores estão com títulos pendentes

Região

| ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Encerrou no último dia 27, o prazo para o cadastramento da biometria em cartórios eleitorais da região. Nas 14 cidades em que o cadastro é obrigatório, existe um total de 124.117 eleitores. Destes, 101.332 realizaram o procedimento, o que significa que 22.785 pessoas precisam regularizar a pendência. Dentre os municípios em que houve uma baixa porcentagem de aderência ao cadastramento está Santo Anastácio, com 78,67% do eleitorado cadastrado; e Regente Feijó, em que 79,34% dos eleitores realizaram a biometria.

Para o chefe de cartório substituto da 167ª ZE (Zona Eleitoral) de Regente Feijó, Walter Furucho, nos dois últimos dias para a regularização, mais de 600 eleitores estiveram presentes no local, no entanto, muitos não conseguiram formalizar devido à falta de documentação necessária. Desta forma, os eleitores que não realizaram o cadastro dentro do prazo estabelecido tiveram o título suspenso temporariamente.

De acordo com Neide Mitie Takeshita, chefe de cartório interina da 196ª ZE de Junqueirópolis, a suspensão não acarreta em multa, mas é necessário procurar o cartório para reativar o documento. Ela explica que o prazo é até o dia 9 de maio e, após a data, “haverá o cancelamento definitivo”.

Segundo a chefe de cartório, quando o documento é cancelado, o eleitor recebe algumas “punições”, como dificuldades em realizar empréstimos bancários privados, tomada de posse em cargos públicos, a não obtenção de passaportes, dentre outras situações que exigem a quitação eleitoral. Além disso, o cidadão que não buscar a regularização não poderá votar nas eleições deste ano, o que acarretará o pagamento de uma multa de R$ 3,51 pela falta de votação a cada turno.

 

Regularização é importante

Conforme explica Walter, a regularização deve ser feita o quanto antes para que não fique “para última hora”. Os 22.785 eleitores da região que estão com os títulos pendentes devem comparecer ao cartório eleitoral munidos de documentos oficiais com foto, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e comprovante de residência atual. Ele explica que é o mesmo procedimento para uma revisão eleitoral, no entanto, será colhida a biometria. “No máximo em meia hora a pessoa já estará com o documento atualizado”, afirma.

 

 

 

 

 

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste