SP-270

2 pessoas são presas por tráfico de drogas em ônibus

Em um dos casos, passageiro foi contratado para buscar cocaína no Peru e entregar para uma pessoa na capital paulista

09/01/2019 16:36 • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação
Polícia Militar Rodoviária  ​​- Apreensões ocorreram em fiscalizações na Rodovia Raposo Tavares Polícia Militar Rodoviária ​​- Apreensões ocorreram em fiscalizações na Rodovia Raposo Tavares

Entre a noite de ontem e madrugada de hoje, a Polícia Militar Rodoviária prendeu duas pessoas em ocorrências de tráfico de entorpecentes na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Presidente Venceslau. Em um dos casos, o suspeito foi acusado por tráfico internacional com certa quantidade de cocaína na mala. Segundo a polícia, as apreensões decorreram da fiscalização para combater ilícitos penais e administrativos nas rodovias da região.

A primeira ocorrência foi registrada por volta de 22h40 de terça-feira, quando a equipe do TOR (Tático Ostensivo Rodoviário) abordou um coletivo que seguida de Campo Grande (MS) a São Paulo (SP). Na ocasião, percebeu que um dos passageiros demonstrou nervosismo ao avistar os militares que, diante da suspeita de que pudesse estar escondendo algo, vistoriaram os pertences do acusado.

Dentro de uma mala transportada no compartimento externo do ônibus, a equipe observou que havia um fundo falso, onde foram localizados 3,1 kg de pasta base de cocaína. Questionado a respeito do entorpecente, o homem de 57 anos afirmou que havia buscado a droga no Peru, e que a levaria para uma pessoa na capital paulista, onde reside. Pelo serviço, receberia a quantia de R$ 500.

O fato foi registrado como tráfico internacional de drogas, e a ocorrência foi apresentada na Delegacia de Polícia Federal em Presidente Prudente. O acusado prestou depoimento e aguarda audiência de custódia.

Cocaína e crack

Ainda naquele plantão, mais precisamente às 3h, os policiais rodoviários abordaram um ônibus com itinerário Ponta Porã (MS) a São Paulo (SP), que seguia pelo mesmo trecho da Raposo Tavares. Em conversa com os passageiros, uma moradora de Americana, 26 anos, levantou suspeita da equipe, o que resultou em busca minuciosa nos pertences.

No compartimento de bagagens interno do coletivo, a polícia vistoriou a bagagem da mão da jovem e encontrou 1 kg de cocaína, bem como 108 g de crack. Diante dos fatos, a mulher foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil em Presidente Venceslau. Depois de tomadas as medidas judiciárias, passou a noite em cárcere e permanece à disposição da Justiça.