José Reis: Obras de artistas estão expostas no Teatro de Arena, na Praça Nove de Julho

Foto: José Reis: Obras de artistas estão expostas no Teatro de Arena, na Praça Nove de Julho

POEMAS AUTORAIS

“Varal de Poesias” reúne obras de artistas prudentinos

Disponível para a apreciação da comunidade, versos estão expostos no Teatro de Arena, da Praça Nove de Julho, em Prudente; autores falam sobre os temas apresentados

  • 10/03/2019 11:30
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Já dizia Mário Quintana, em Esconderijos do Tempo: “Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde, e pousam no livro que lês”. A arte da escrita concebida aos poetas e escritores encanta os amantes dos famosos versos curtos que, entre uma linha e outra, apresentam a visão crítica do autor sobre certo tema. Harmonia, ritmo e imagem trazem a qualidade do gênero literário em meio à composição dos versos. Apesar de ser algo não muito comum de ser visto no cotidiano da geração moderna, o encontro das palavras está mais perto do que se imagina. Isso porque, em Presidente Prudente, começou ontem a exposição Varal de Poesias, que reúne trabalhos de dois artistas locais. No Teatro de Arena, da Praça Nove de Julho, eles apresentam poemas autorais para apreciação da comunidade.

O evento, apoiado pela Secult (Secretaria Municipal de Cultura), continuará entre 14h e 17h de amanhã e sexta-feira, no mesmo local e horário. Dentre os trabalhos que estarão expostos ao público, estão os poemas românticos de Nelson Ferreira dos Santos, Nelson do Povo, que homenageará as mulheres em alusão ao Dia Internacional da Mulher, celebrado hoje. “Há quatro anos que venho fazendo este trabalho, o qual me deixa bastante feliz. Escrevi versos que falam de amor, porque as pessoas que amam, de qualquer maneira são ligadas ao poema, e isso é motivo de inspiração”, explica o poeta.

Para que as palavras reflitam na mente, Nelson carrega consigo a convivência com uma antiga paixão, que ele a chama de “musa inspiradora”. “Na minha juventude conheci uma professora, que foi um grande amor vivido. Já faz mais de 20 anos que não a vejo, e mal sabe ela que é a fonte de boa parte da inspiração”. Ao todo, o público poderá apreciar em torno de 60 poesias, todas separadas com bastante carinho em nome da arte.

 

“Trabalho laico”

Além dos versos líricos, os visitantes da Praça Nove de Julho também poderão conferir cinco mensagens selecionadas pelo poeta Donizete Araújo, Doni Araújo, que traz versos e prosas com foco na espiritualidade. “Alguns dos trabalhos que apresento possuem cunho doutrinário, mas de maneira laica”, salienta Doni. A paixão pela escrita sempre fez parte da vida do autor, algo que se tornou crescente após escrever o poema denominado Luar, em 1988.

Desde então, dedicou-se ao “dom” e conseguiu retorno do público, o que possibilitou um livro de mensagens publicadas por este diário, no espaço literário. Na mostra, também estarão sendo expostos trechos em homenagens às mulheres.

 

Além do papel

A parceria entre Nelson e Doni começou como uma simples união de amigos, o que tem gerado planos para o futuro. Entre o final de dezembro e começo do ano que vem, a dupla de poetas almeja o lançamento de um livro que, no momento, já está em fase de produção. Além do mais, ambos tem apostado em fazer com que os versos sejam reconhecidos na plataforma digital, mais precisamente por meio do YouTube. Denominado “Nelson do Povo”, o artista disponibilizou duas obras em seu canal online, que já ultrapassa a marca de 1,2 mil visualizações, bem como o CD “Eu Acredito no Amor”.

Por sua vez, para disseminar a arte, Doni Araújo distribui comentários poéticos em alusão aos vídeos a que assiste. Depois das curtidas, muitos internautas o procuram para conhecer um pouco mais sobre o trabalho. “Tenho gostado desse retorno, o que me deixa feliz ao saber que o que escrevo faz bem para as pessoas”, comemora o poeta.