Arquivo - Capitão André afirma que as fiscalizações se intensificaram em 2019

Foto: Arquivo - Capitão André afirma que as fiscalizações se intensificaram em 2019

ESTATÍSTICAS

Uso do cinto se segurança tem realidades opostas

Multas pela não utilização do apetrecho de segurança aumentaram nas rodovias e reduziram na zona urbana de Prudente

  • 17/11/2019 07:55
  • MARCO VINICIUS ROPELLI - Especial para O Imparcial

Números referentes às multas aplicadas pelo não uso do cinto de segurança de veículos na zona urbana de Presidente Prudente e nas rodovias da região divergem bastante entre si quando comparados dados do mesmo período, entre janeiro e setembro, de 2018 e 2019. Enquanto o número de multas reduziu 45% (de 2.803 para 1.544) dentro da capital do oeste paulista, aquelas registradas nas estradas aumentaram 38% (de 6.750 para 9.314).

Em relação à diminuição de multas em Prudente, o secretário municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública, Adauto Lucio Cardoso, analisa como sendo resultado da conscientização da população prudentina em relação ao uso do cinto, muito devido às campanhas de educação no trânsito desenvolvidas ao longo do ano. “A fiscalização continua todos os dias nas ruas, seja com agentes da Semob [Secretaria de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública] ou policiais militares”, destaca Adauto, convencido de que a diminuição do número de autuações não se relaciona com mudanças nas fiscalizações.

O secretário completa afirmando que as campanhas mais relevantes realizadas pela Semob são o Maio Amarelo e a Semana Nacional do Trânsito, além das conscientizações em escolas e nos próprios centros de formação de condutores. Adauto não acredita que a falta do uso do cinto seja um problema enfrentado hoje em dia. “O grande problema atualmente é o desrespeito com as sinalizações de trânsito”, enfatiza.

CRESCE MULTAS

NAS RODOVIAS

O comandante da Segunda Companhia de Polícia Rodoviária, capitão André Domingos Pereira, comentou, em contrapartida, o aumento das multas pelo não uso do cinto de segurança nas rodovias da região. “Nós começamos a focar, neste ano, no cinto, pois é extremamente importante para diminuir o agravo de acidentes. Ao longo dos anos, preocupados com farol e embriaguez, nós e a imprensa deixamos a questão do cinto ligeiramente de lado, agora retomamos”.

O capitão destaca que nos perímetros urbanos das rodovias que atravessam Presidente Prudente (Raposo Tavares – SP-270), em trechos urbanos da João Ribeiro de Barros (SP-294) e Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), as fiscalizações foram intensificadas. “É estranho pensar que em 2020 ainda existem condutores e passageiros que deixam de usar o cinto de seguranças”, pontua.

Multas pelo não uso do cinto de segurança

Ano

Presidente Prudente

Rodovias da Região

2018

2.803

6. 750

2019

1.544

9. 314

Fontes: Semob e PPRI (Programa de Policiamento Rodoviário Inteligente)