​​​​​​​Sedentarismo é considerado o quarto maior fator de riscos de mortes  

  • 07/04/2019 07:30

A prática da atividade física traz diversos benefícios para a saúde física e mental. No entanto, muitos ainda sentem dificuldade em dar aquele pontapé inicial para tornar a rotina mais saudável, resultado dos costumes adquiridos durante o decorrer da vida. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o sedentarismo é considerado o quarto maior fator de risco de mortes no mundo, o que tem preocupado especialistas da área que alertam sobre os malefícios que este hábito traz, a exemplo de doenças como a diabetes e hipertensão. Dados do SIM (Sistema de Informações sobre Mortalidade) do Ministério da Saúde apontam que de 1,3 milhão de óbitos registrados em 2017 no país, 34.273 mil estão relacionados ao diabetes, câncer de mama e o de cólon e cardiovasculares. Foi comprovado que tais males estão relacionados à falta de atividades físicas no cotidiano.

Pode parecer difícil mudar os hábitos para adquirir uma nova rotina, mas, logo a atividade se torna algo prazeroso. E para que a população se sinta motivada “a sair de vez” do sedentarismo, a data de ontem foi reservada para a celebração do Dia Mundial da Atividade Física. Como noticiado na edição de hoje desde diário, dois eventos em alusão a este dia ocorreram em Presidente Prudente: o “Agita Prudente 2019”, desenvolvido pela Prefeitura, que promoveu um passeio ciclístico de 14 km (ida e volta); e o “Movimento é Sesi”, com objetivo de conscientizar os participantes sobre o combate ao sedentarismo e a importância da alimentação saudável.

São ações como estas dão “um empurrão” na vida de quem pode estar necessitando de incentivo para, literalmente, sacudir o esqueleto. No mundo globalizado em que as pessoas ficaram reféns da alimentação industrializada, repleta de agrotóxicos, e de encurtamento das distâncias por meio de veículos automotores, o corpo acabou se rendendo às praticidades e tomou forma daquilo que foi o mais aconchegante. Diante deste cenário, é necessário o incentivo às práticas saudáveis, assim como os eventos mencionados, pois, além de diminuir os riscos de doenças, também pode curar problemas emocionais, o que contribui para recuperar a autoestima, bem como alimentar a positividade.