José Reis - Árvore foi alvo de cortes na área da fiação elétrica

Foto: José Reis - Árvore foi alvo de cortes na área da fiação elétrica

PODAS FREQUENTES

Árvore em possível risco de queda preocupa moradores

  • 18/05/2019 08:00
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

Na Rua Sargento Firmino Leão, defronte ao número 244, na Vila Marcondes, em Presidente Prudente, quem passa em frente ao local consegue visualizar a estrutura de uma árvore, que possui cerca de seis metros de altura, demasiadamente inclinada. Mas para quem mora próximo ao perímetro, mais precisamente em frente à estrutura, o risco de cair preocupa e gera sensação de insegurança.

Esse é o caso do senhor Orlando Spiguel, 79 anos. Tintureiro e aposentado, ele reside em uma casa que fica do outro lado da rua onde a árvore está fixada, sendo assim, a inclinação do tronco, galhos e folhas dá “de cara” com os muros e janelas do imóvel dele. Nessa situação há pelo menos dois anos, de acordo com ele, é ruim conviver com o medo de que a estrutura ceda. “Ainda não aconteceu nenhum acidente, felizmente”, comenta.

Mas isso não quer dizer que o receio não exista. Em épocas de chuva e ventos fortes, é quando a sensação piora, conforme o morador. “Balança pra lá, balança pra cá. E dá medo até de ficar olhando e cair e machucar alguém que esteja próximo”, completa. À reportagem, Orlando conta que algumas reclamações foram feitas às autoridades competentes.

Dentre elas, Regina Chivelli, 57 anos, dona de casa, cita a Energisa Sul-Sudeste como uma das partes procuradas. Isso porque, conforme ela conta, a empresa sempre tem realizado podas na árvore, mas “somente na parte dos galhos” em que fica próximo da rede elétrica. “Está certo, mas o restante que fica longe da rede, no meu ver, acaba pesando mais a árvore e aí ela começa a entortar cada vez mais”, argumenta.

Por outro lado, Regina também destaca que o Horto Florestal também foi procurado, como indicado à ela pela municipalidade, no entanto, foi informado que o dono do imóvel onde a estrutura está fixada - na calçada -, é quem deveria procurar o órgão. “Contudo, ele não mora mais em Prudente e eles não estão facilitando as coisas”, pontua.

 

Posicionamentos

A reportagem procurou a Prefeitura para entender sobre o funcionamento das podas de árvores, mas, até o fechamento dessa edição, não garantiu nenhum posicionamento.

Por sua vez, a Energisa Sul-Sudeste informa que enviou técnicos no local na tarde de ontem, para avaliar a árvore. A empresa também garante que executou a poda de forma preventiva, seguindo as diretrizes ambientais, visando a integridade física e estrutural da planta. “É importante destacar que a Energisa Sul-Sudeste realiza o procedimento de poda somente em árvores que estejam próximas ou em contato com a rede elétrica para evitar interrupções de energia e garantir a segurança da população”, finaliza.