Pandemia

​O Espadachim, um cronista que tem saudade do tempo em que Corona era só um banho de alegria num mundo de água quente.

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 22/03/2020
Horário 06:28

SANDRO VILLAR

O que é que a Humanidade aprontou desta vez para ser castigada de um jeito tão cruel pela Covid-19, a gripe causada pelo coronavírus? Aliás, como surgiu o coronavírus? De onde veio esse demônio, como o tachou o camarada Xi-GinPinga, quer dizer, Xi-Jinping?

Um cientista inglês acha que o coronavírus veio do espaço. Pegou carona em um meteoro que caiu justamente na China. Há controvérsias. Boatos que correram mais que o Usain Bolt dão conta de que o vírus foi espalhado na China pela CIA, já que os EUA estariam enciumados com o sucesso comercial da China mundo afora.

Sabem como é: concorrente bom é concorrente morto. Fake news e boatos dominam as redes sociais. Comentam que o coronavírus gosta de "voar" a bordo dos morcegos e de "cavalgar" no lombo dos camelos, que seriam os principais hospedeiros do "monstro invisível".

Um detalhe: a China usou ervas medicinais para curar os doentes. Parece que essa fitoterapia ajudou. Médicos chineses também estão usando as ervas na Itália. Convém lembrar que a milenar medicina chinesa, também baseada em plantas, é famosa pela sua eficácia.

Apesar da tragédia, tem gente levando no bom humor, inclusive os italianos, que cantam e dançam nas sacadas dos apartamentos. Uma das canções é Bella Ciao, um hino anti-fascista.  Por falar em bom humor, tem aquela do sujeito que entrou no restaurante e, após deixar a mulher na mesa, foi ao banheiro ciente dos cuidados para não se contaminar com o coronavírus. Empurrou a porta com o joelho e acendeu a luz com o ombro. Na sequência, levantou a tampa da privada com o pé e, após "tirar a água do joelho", deu descarga com o cotovelo.

Logo depois ele abriu e fechou a torneira com o antebraço, secou as mãos sem tocar no secador e puxou a porta com o bico do sapato. Feito isso, atravessou o restaurante sem tocar em nada.

Ao chegar à mesa, sua mulher levou um baita susto e ficou mais nervosa do que o mercado financeiro. Ela quase saiu no tapa com o marido. Foi aí que ele se deu conta de que, depois de urinar, se esqueceu de "guardar" o bilau e fechar a braguilha.

E na padaria vários fregueses tomavam café quando entraram dois homens com máscaras. Pânico geral, mas tudo se esclareceu: a dupla falou que era um assalto e todos ficaram tranquilos.

 

DROPS
A vida tem seus altos e baixos, a começar pelo basquete e o turfe.
...
O Brasil vai crescer 1%, mas ainda não se sabe se para o lado do Atlântico ou dos Andes.
...
Cachorro mordido por cobra tem medo de qualquer embutido.
...
No Brasil tem corona-vire-se.
(Nani, cartunista)

 

Veja também