Polícia Militar Rodoviária - Apreensões de maconha ocorreram em dois municípios da região de Prudente

Foto: Polícia Militar Rodoviária - Apreensões de maconha ocorreram em dois municípios da região de Prudente

2 PRESOS

Militares apreendem 36,8 kg de maconha em tabletes

Flagrantes ocorreram durante fiscalização a pertences de passageiros de ônibus, na Rodovia Raposo Tavares

  • 21/03/2019 19:12
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Entre a noite de ontem e madrugada de hoje, a Polícia Militar Rodoviária apreendeu aproximadamente 36,8 kg de maconha durante fiscalizações na Rodovia Raposo Tavares (SP-270). As abordagens resultaram nas prisões de dois homens, 28 e 29 anos, que assumiram terem sido contratados para a realização da traficância.

O primeiro flagrante ocorreu ao final da noite, ocasião em que um homem de 29 anos, morador do Rio de Janeiro (RJ) foi detido com 20 tabletes de maconha, o que totalizou aproximadamente 17,5 kg. De acordo com os militares, a abordagem ocorreu no km 616+500 metros, trecho pertencente a Presidente Venceslau, no momento em que ele demonstrou nervosismo com a presença dos agentes.

Após busca minuciosa nos pertences do acusado, os policiais encontraram a quantidade de entorpecentes acondicionas em duas mochilas. Em entrevista aos militares, o homem informou que recebeu a droga de um desconhecido nas proximidades da rodoviária de Coronel Sapucaia (MS), e deveria transportá-la ao Rio de Janeiro. Para tanto, receberia a quantia de R$ 3 mil.

Mala recheada

Horas após a primeira apreensão, os militares impediram o comércio de drogas após apreender 19,2 kg de maconha que estavam com um homem de 28 anos, passageiro de outros ônibus que passou pelo km 648, em Presidente Epitácio. O entorpecente estava em uma mala no bagageiro externo do veículo. O morador de Divinópolis (MG) alegou que receberia o valor de R$ 3 mil para fazer a traficância à cidade natal.

Depois dos flagrantes, os homens foram conduzidos às delegacias de Polícia Civil dos respectivos municípios, onde permaneceram presos, no aguardo da audiência de custódia para posterior envio a uma unidade prisional.