José Reis - Peças congeladas e postas são ofertadas nos supermercados prudentinos

Foto: José Reis - Peças congeladas e postas são ofertadas nos supermercados prudentinos

TRADIÇÃO

Mercados estimam aumento no comércio de peixes nesta semana

  • 17/04/2019 08:30
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

A compra de pescados aumenta nesta época do ano por conta da quaresma. E, as expectativas mais altas estão sempre concentradas nesta semana, quando o consumo se destaca ainda mais por conta de Sexta-Feira Santa, data em que fiéis católicos tradicionalmente não comem carne. Desta forma, os estabelecimentos comerciais já se prepararam para este maior fluxo de consumidores. De acordo com os supermercados em Presidente Prudente, a estimativa de aumento nas vendas, se comparada com a mesma época de ano passado, pode chegar em até 100%.

Pelo menos esse é o número informado pelo Super Muffato, quanto à venda de tilápia, que, segundo eles, é o produto com maior procura. “Estamos com uma ampla variedade, mas a nossa maior aposta está na tilápia (filé e posta), no bacalhau e salmão, que também são muito procurados. Aliás, o bacalhau já virou o queridinho dos brasileiros no almoço de Páscoa ou até mesmo na Sexta-Feira Santa”, diz a Assessoria de Imprensa, em nota. “O consumo de peixes durante toda a Quaresma já virou tradição. Durante esse período, vendemos cinco vezes mais peixes do que em qualquer outro mês do ano”, complementa.

Nesse mesmo ritmo, nos Supermercados Avenida, o gerente Joelson Tonetti afirma que, mesmo às vésperas, “já está vendendo bem”. O que, de acordo com ele, já é comum nesses dias. “Principalmente quando estamos falando da venda de congelados, como posta e a própria peça do peixe, ou bacalhau e produtos relacionados, tipo azeite e leite de coco. A clientela sinaliza que já está se preparando para a Páscoa”, aponta.

Assim como o mercado, que na verdade já se prepara desde o mês passado. Segundo o gerente, a estocagem dos produtos pertinentes a essa época do ano sempre começa antecipadamente, “a fim de oferecer tempo e variedade”. Esse ano a aposta do estabelecimento é de 15% a 20% de aumento nas vendas.

Em uma margem parecida está a unidade do Supermercado Estrela, da Cohab. Por mais que nesses últimos dias a venda de pescados ainda não tenha tido “muita movimentação”, a gerente Isabel Cristina estima que, no final das contas, haja aumento de até 30% em relação ao comportamento do ano passado. “A procura fica maior sempre nos dias que antecedem a Sexta-Feira Santa. Então, já nos preparamos para esse momento”, finaliza.