Cedida- Faixa preta Paulo (à frente) é professor da Semepp e da Associação de Judô Bushido PP

Foto: Cedida- Faixa preta Paulo (à frente) é professor da Semepp e da Associação de Judô Bushido PP

EM VENCESLAU

Judocas da Semepp competem no Troféu Jeb’s

  • 28/09/2019 07:00
  • OSLAINE SILVA - Da Redação

Presidente Prudente terá seis equipes de judô participando hoje, do 1º Troféu Jeb’s de Judô por Equipes, em Presidente Venceslau. Serão três na categoria adulto masculino (cada uma com cinco a sete atletas), duas adulto mista (até oito lutadores) e uma no sub-13 masculino (cinco competidores). Em torno de 40 atletas no total.

Conforme Paulo Costa Júnior, 36 anos, professor de judô da Semepp (Secretaria Municipal de Esportes) e Associação de Judô Bushido de Presidente Prudente, a graduação de faixas é variada, desde amarela a preta, mas nessa competição não existe distinção de faixa, então desde que tenha experiência já luta entre si.

“Temos grandes chances de medalhar em todas as equipes que estão bem fortes. Ou melhor, esse torneio oferece um troféu para o primeiro, segundo e terceiro lugares. É bem legal”, menciona Paulo.

As equipes da categoria adulto e sub-13 disputam a melhor de cinco. Então se faz os cinco confrontos, com um atleta de cada vez, e quem ganhar três passa para a próxima luta até chegar à final.

“Temos grandes chances de medalhar em todas as equipes que estão bem fortes. Ou melhor, esse torneio oferece um troféu para o primeiro, segundo e terceiro lugares. É bem legal”

Paulo Costa Júnior,

professor de judô

No caso da mista, são quatro meninas e quatro meninos que competem na melhor de oito, começando por uma menina. O sistema é o mesmo. Mas nesse caso, existe uma divisão de peso: a primeira lutadora até 48 kg (quilos); na sequência um menino até 60 kg; depois outra menina até 57 kg; um menino até 73 kg; até 70 kg uma menina; até 90 kg um menino, a última menina livre acima de 70 kg; e o menino acima de 90 kg, livre também. Quem ganha o maior número de confrontos passa para o próximo.

Paulo comenta que, na verdade, esse torneio já ocorre há vários anos, mas por conta de algumas mudanças, a classificação como primeiro. “É um torneio forte e tradicional, além de ser o único fora de São Paulo, por equipes. Então é uma oportunidade bem legal de treinamento. E muito importante para os atletas que podem lutar por equipes sem ter que sair da região. Mas vamos para a capital também, inclusive, na semana que vem teremos duas equipes, uma com sete atletas classificados para a final do Paulista Adulto no dia 5 e, no dia 6, Campeonato Beneméritos por Equipes com outras duas equipes.