Maria Antunes/Espetáculo propõe refletir de maneira lúdica e problemática a importância da preservação da natureza

Foto: Maria Antunes/Espetáculo propõe refletir de maneira lúdica e problemática a importância da preservação da natureza

RASTASANDÁLIA

“Forró Vem Vindo” homenageia Dominguinhos, no Sesc

Fim de semana ainda conta com musical infantil, oficina, histórias, atividades esportivas e feira de produtos agroecológicos; tudo gratuito

  • 14/06/2019 10:00
  • ALINE MARTINS - Da Redação

“Sextou”. E com ela, o Rastasandália, no Sesc Thermas, promete agitar quem passar por lá. Já dizia Dominguinhos – o homenageado da noite - “Eu vou seguir. Vou sem cansar. E qualquer dia eu vou chegar lá”. E quem chega para agitar o palco do evento é o grupo Forró Vem Vindo. Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados a partir das 8h30 do dia do show na Central de Atendimento.

Composto por Felipe Soares (sanfona), Ed Woiski (guitarra baiana), Guilherme Kafé (voz e baixo elétrico) e Ariel Coelho (zabumba), o quarteto bebe da fonte dos forrós instrumentais e toca na íntegra o álbum lançado por Dominguinhos.

O show é gratuito e ocorre nesta sexta, na Área de Convivência, às 20h30. O público ainda pode curtir mais duas semanas de Rastasandália com o Trio Agrestino, que se apresenta no dia 21, e com a cantora Anná homenageando um dos maiores nomes do forró, o Gonzagão, no dia 28. Todos de graça.

Sábado

E, amanhã, tem mais animação na unidade prudentina. Na levada do samba rock e samba funk, a multi-influenciada Nego Dito coloca todo mundo pra dançar no Múltiplos Sons deste sábado. O show começa às 16h, na Área de Convivência, com entrada gratuita.

É formada pelos músicos Iuna Tuane (vocal), Beto Figueiredo (bateria), Denis Castro (guitarra, voz), Renan Roncálio (teclado, voz), Kleber Mota (contrabaixo), Cássio de Fernando (percussão, voz), Gabriel Munhoz (trompete) e Eder Araújo (saxofone).

A banda, que vive uma nova fase da carreira após o lançamento de seu trabalho autoral, incorporou ao repertório versões femininas de influências que vão desde Marku Ribas, Jorge Bem Jor, Djavan, Itamar Assunção e Clube do Balanço, até Tom Jobim, Chico Buarque, Marisa Monte, Ivete Sangalo, Paula Lima, Elis Regina e a cantora cabo-verdiana Mayra Andrade.

Crianças

No Quintal de Histórias de sábado, às 15h, Moreno Overá e Rubia Konstantyni marcam presença com as Histórias e Causos da Tradição Caipira. Com esta contação, eles convidam o público a passear pelo sertão, conhecer o caipira e seus jeitos, a viola e seus ponteios, os festejos e as manifestações populares.

Domingo é dia de curtir aquele espetáculo. É por isso que o Sesc recebe a Cia Le Tempê com o musical Tilim: Uma Janela para Voar a partir das 15h, no Arte em Cena. O espetáculo propõe refletir de maneira lúdica e problemática a importância da preservação da natureza, levando em conta o sofrimento dos bichos que perdem as árvores – suas casas – e se deparam com janelas de vidro, cercas elétricas, chicletes, etc.

Em seguida, os pequenos participam do Brincando de Tilim, oficina conduzida por Daniela Casteline e Flávia Bertinelli, da Cia Le Tempê. Consiste numa brincadeira de roda para apresentação e reconhecimento, através de jogos lúdicos. A proposta envolve a composição de um personagem, utilizando máscaras, inspirada na história de “Tilim, uma janela para voar!”. Tem início às 16h, no Quiosque.

A retirada de senhas para a oficina é feita na Central de Atendimento no dia da atividade e conta com vagas limitadas. Menores de 6 anos devem estar acompanhados de pais ou responsáveis durante o procedimento. A participação é gratuita e a idade máxima do participante é de 12 anos.

Ideias e Ações para um Novo Tempo

Sábado também é dia de fazer a feira com os Produtos Agroecológicos. Das 9h30 às 16h, a feira é no Bosque. Ainda nos dias 15 e 16, 29 e 30, sábados e domingos, o geógrafo Marcelo Lopes ministra o curso de Horta em Mandala, um diálogo sobre agricultura tradicional, seus impactos e possibilidades. Nos encontros, dá início à construção coletiva de uma estrutura de horta, com irrigação e preparo do solo, posterior reconhecimento das espécies, sementes e mudas, finalizando com plantio. A prática acontece das 10h às 12h, no Bosque e conta com inscrições gratuitas na Central de Atendimento, sob classificação etária de 16 anos.

Esportivo

Aos fins de semana também é período para se exercitar. Portanto, a equipe da Federação Paulista de Manbol conduz a vivência do Manbol, o esporte da Amazônia. Ocorre nos dias 13 e 14, quinta e sexta, às 8h30, 15h e 19h; e 15 e 16, sábado e domingo, às 10h e 14h, no Bosque.

Com AI

 

SERVIÇO

Fim de semana cultural

Contação – Histórias e Causos da Tradição Caipira

Dia 15, sábado, às 15h. Grátis.

No Quintal.

Classificação etária: Livre.

 

Show – Nego Dito

Dia 15, sábado, às 16h. Grátis.

Na Área de Convivência.

Classificação etária: Livre.

 

Espetáculo – Tilim: Uma Janela para Voar

Dia 16, domingo, às 15h. Grátis.

Na Área de Convivência.

Classificação etária: Livre.

 

Oficina – Brincando de Tilim

Dia 16, domingo, às 16h. Grátis.

No Quiosque.

Idade máxima: 12 anos. Menores de 6 anos devem estar acompanhados de pais ou responsáveis durante a oficina.

Retirada de senhas na Central de Atendimento no dia da atividade.

Vagas limitadas.

 

Ideias e Ações para um Novo Tempo

Feira – Produtos Agroecológicos

Dia 15, sábado, das 9h30 às 16h. Grátis.

No Bosque.

 

Curso – Horta em Mandala

Dias 15 e 16, 29 e 30, sábados e domingos, das 10h às 12h. Grátis.

No Bosque.

Classificação etária: 16 anos.

Inscrições na Central de Atendimento.