Foto: Paulo Miguel - Equipes femininas de futsal se enfrentaram ontem, no Parque de Uso Múltiplo

Foto: Foto: Paulo Miguel - Equipes femininas de futsal se enfrentaram ontem, no Parque de Uso Múltiplo

PROMESSAS DO FUTURO

Fase regional dos Jogos Infantis agita Prudente

Emoção dos atletas, desempenho em quadra e sorrisos nos rostos revelavam a importância da competição; as finais estaduais serão de 26 de setembro a 5 de outubro, em Dracena

  • 01/09/2019 04:10
  • GABRIEL BUOSI - Da Reportagem Local

A fase regional dos Jogos Infantis, em Presidente Prudente foi realizada durante todo o dia de ontem, de onde saíram os campeões de cada modalidade que devem disputar de 26 de setembro a 5 de outubro as finais estaduais, desta vez em Dracena (SP). Na parte da manhã, a reportagem acompanhou as partidas de basquete masculino, futsal feminino e handebol masculino no PUM (Parque de Uso Múltiplo). A emoção dos atletas, desempenho em quadra e sorrisos nos rostos revelavam a importância da competição.

De acordo com a gestora do evento, Maria Elizabete Barreto, conhecida como Bete, os Jogos Infantis é algo novo, porém já um sucesso, uma vez que, até o ano passado havia competições individuais de cada uma das modalidades, e que foram agora agrupadas.

“Além disso, foram acrescentadas outras modalidades, como o vôlei de praia e o badminton. Competem atletas com idades de 12 a 16 anos o que significa que a diversão está sempre garantida [risos]”, expõe Bete.

Em quadra, enquanto a reportagem esteve presente no local, estavam em confronto os times de Junqueirópolis e Presidente Venceslau, pelo basquete masculino; Dracena e Rinópolis pelo futsal feminino, e Dracena e Osvaldo Cruz jogando handebol masculino.

“Esta é uma ótima oportunidade para os atletas, pois são de competições como essas que nascem os campeões. Às vezes as escolas não fazem este tipo de trabalho, mas os municípios fazem, então tem sido bacana e fundamental para todos eles”, enfatiza a gestora do evento.

Fotos: Paulo Miguel - Bete diz que são de competições como essas que nascem os campeões

Dentro de quadra

O jovem de 16 anos, José Rodrigues Pereira, do handebol de Dracena, aguardava o início da partida com apreensão, mas confiante. Para ele, que está há seis anos na modalidade, a preparação desde o início tem sido importante para os resultados alcançados até ontem. “O preparo físico é o que mais pega para nós. Já conhecemos o adversário, ganhamos algumas vezes, mas cada jogo é uma surpresa, então viemos prontos”, afirmou José.

Seu amigo de time, Felipe Crepaldi, 15 anos, também entrou no esporte há seis anos, por incentivo de professores, e pontuou que o maior desafio hoje da modalidade é ver jovens dispostos a vivenciar a prática.

“É algo bom e que desenvolvemos o consciente, disciplina e aproveitamos para viajar e fazer amigos. A preparação foi, como sempre, bem puxada, mas os treinos nos preparam. Vale muito a pena”.

 

Fotos: Paulo Miguel - Felipe joga handebol há 6 anos