Weverson Nascimento: Medida foi flexibilizada entre as pastas, visando maior utilidade para a educação

Foto: Weverson Nascimento: Medida foi flexibilizada entre as pastas, visando maior utilidade para a educação

ESPAÇO DE LEITURA

“Biblioteca Móvel” passa a pertencer à Seduc

Medida foi flexibilizada entre as pastas, visando utilidade significativa para as atividades da pasta educacional; unidade foi conquistada em 2011 e incentiva o hábito da leitura

  • 18/05/2019 06:20
  • WEVERSON NASCIMENTO - Da Reportagem Local

Em 2011, a cultura prudentina vivenciou um grande marco com a conquista do primeiro ônibus “Biblioteca Móvel”, que tinha como objetivo, ampliar os caminhos para democratização do acesso à cultura em Presidente Prudente. Pertencente à Secult (Secretaria de Cultura), ontem, passou a ser de domínio da Seduc (Secretaria de Educação). A medida foi flexibilizada entre as pastas, visando uma maior utilidade para as atividades da Seduc.

Segundo o secretário municipal de Cultura, José Fábio Sousa Nougueira, a cultura tem uma ligação muito grande com a educação e pelas questões econômicas não estavam utilizando o ônibus na frequência que gostariam. E, a educação, por vez, está ampliando ações extraclasses com as crianças. “A análise foi bem simples. E, neste contexto, compreendemos que a Educação faria um melhor uso da Biblioteca Móvel. O objetivo é ampliar o que já está sendo feito na pasta e proporcionar mais atividades para as crianças”, pontua.

A secretária municipal de Educação, Sônia Maria Pelegrini, diz ter uma grata satisfação em poder receber a unidade. “Nós temos 65 escolas do município e algumas dos distritos; e o acervo faz a diferença nessas unidades, pois é uma ferramenta a mais no ensino. E sabemos que dentro da educação, quando você proporciona condições de leitura para as crianças, contribui também com os pais que não têm acesso”, diz.

De acordo com o prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB), a interlocução entre as secretarias, não só mantém, mas amplia vários projetos no município. “Esse ônibus tem contribuído para uma educação melhor das nossas crianças. Eu parabenizo a medida entre as secretarias”, frisa o chefe do Executivo.

 

A unidade

A “Biblioteca Móvel”, através de um ônibus, tem como objetivos levar informação e facilitar o acesso ao conhecimento, estimulando e incentivando o hábito da leitura em crianças, adolescentes e adultos. A unidade foi conquistada em 2011, através de um projeto proposto pela então vereadora Alba Lucena Fernandes Gandia, ao governo da época. Na transferência entre as pastas, a vereadora relata que o objetivo era esse, a ligação entre educação e cultura. “Eu agradeço ao prefeito pela continuidade do projeto, que se consolida durante os anos”, declara.

 

 

 

HUB CULTURAL

 

Matarazzo recebe um espaço de coworking

O lançamento do espaço “Hub Cultural”, é uma iniciativa voltada para artistas e produtores culturais do município. Desde ontem, essa classe profissional poderá utilizar o espaço visando o desenvolvimento empresarial e artístico. De acordo com o produtor cultural e assessor da Secult (Secretaria Municipal de Cultura) Denilson Biguete, o local já existia e sentiam a necessidade de ampliar não só os espaços de utilização dos artistas, mas também locais visando à criação. “Faltava um lugar para trabalhar o mercado e colocar as atividades para circulação, ou seja, uma economia criativa. Então, é um projeto onde as pessoas se encontram para trabalhar, discutir ideias e trocar informações”. O Hub Cultural é um espaço gratuito e o acesso é permitido através de uma credencial feita pela Secretaria de Cultura. Até o momento, 11 empresas e profissionais anônimos aderiram ao coworking no local.

O secretário da pasta de Tecnologia da Informação Rogério Marcus Alessi, que contribuiu com a idealização do projeto, relata que é gratificante saber que ideia de coworking que surgiu na Fundação Inova Prudente, está se multiplicando no município e dando cada vez mais espaços para as empresas e os profissionais.

O nome “Hub”, que nomeou o espaço, faz referência a um equipamento de informática onde se conecta vários computadores, logo uma conexão entre todos os equipamentos. “Esse nome tem sido empregado para designar entidades, espaços e projetos que conectem pessoas e lugares”, declara Rogério.

Segundo o prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB), é muito importante mais um local destinado para cultura criativa no município, e por mais que seja um espaço menor, é um início importante para o fomento da arte prudentina.

 

Para utilizar

Quem produz arte, música, teatro, danças, artes visuais, literatura, poderá utilizar o local. O produtor cultural e assessor da Secult, afirma que quem trabalha com cultura em Prudente e tem o desejo de fazer essa troca de informações, poderá utilizar os espaços físicos do Hub, “tanto profissionais ligados a instituições, quanto profissionais anônimos”. Para utilizar os espaços é necessário entrar em contato com a Secretaria de Cultura e passar algumas informações para que seja feita a credencial. O local conta com internet gratuita.