Pinguins são devolvidos ao mar em Florianópolis após passarem por reabilitação

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) • 07/11/2018 21:37:00

Dezoito pinguins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus) foram soltos no mar na manhã desta quarta-feira (7), na Praia do Moçambique, em Florianópolis. Eles estavam sob os cuidados da Associação R3 Animal, por meio do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM). Segundo informações da Associação R3 Animal, essa foi a terceira soltura de pinguins-de-magalhães nesta temporada -no total, foram soltos 56 animais. Outros 11 animais continuarão em reabilitação até que tenham condições de voltarem para casa. Todos os anos, desde o início do inverno, os pinguins-de-magalhães saem de colônias na Patagônia, na Argentina, em busca de alimento. Eles acompanham as correntes marítimas de água fria e acabam chegando em nossas praias. Alguns, porém, não conseguem retornar às colônias de origem e são encontrados mortos no litoral brasileiro. Outros chegam às praias debilitados e precisam de cuidados. A maioria dessas aves tem cerca de um ano de idade e encara sua primeira viagem. Os animais resgatados vivos pelas instituições que executam o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos são levados para Unidades de Estabilização e depois transferidos para Centros de Reabilitação de Animais Marinhos, como é o caso do CePRAM.  Desses 18 pinguins, cinco vieram da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), cinco da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC/Laguna), dois pela equipe da Universidade da Região de Joinville (Univille) e um pelo Instituto Australis/Projeto Baleia Franca. Os outros cinco foram resgatados em praias de Florianópolis pela R3 Animal, sendo um deles entregue no Projeto Tamar com um anzol preso ao bico. O Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM) fica no Parque Estadual do Rio Vermelho, unidade de conservação sob responsabilidade do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA-SC) em parceria com a Polícia Militar Ambiental. Caso encontre aves, mamíferos ou tartarugas marinhas encalhadas entre as praias dos municípios de Ubatuba-SP e Laguna-SC, ligue para 0800 642 3341.
Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste