Juiz manda Angelina Jolie liberar acesso de Brad Pitt aos filhos e ameaça custódia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) • 12/06/2018 20:14:00

Uma decisão judicial ordenou que Angelina Jolie permita as visitas do ex-marido Brad Pitt aos seis filhos do casal. A informação é do site americano TMZ, que diz que a atriz pode perder a guarda das crianças caso desobedeça a determinação.  A publicação cita um relatório em que o juiz aponta como "prejudicial" as restrições impostas por Jolie. O magistrado teria, inclusive, estabelecido regras para que Pitt possa ligar e mandar mensagens à vontade, sem que a ex-mulher as monitore.  O mesmo documento também detalha um novo cronograma de visitas para os próximos dois meses. O ator terá, inicialmente, dez dias de visita às crianças em Londres, onde estão morando com a mãe, ficando com uma ou duas delas de cada vez por quatro horas diárias.  O tempo das visitas deverá aumentar, até que, no final de julho, Pitt poderá ficar com eles em Los Angeles, por cerca de uma semana. Apenas o filho mais velho, Maddox, que tem 16 anos, poderá decidir quanto tempo quer passar com o pai, aponta o site.   Chamados na internet pelo apelido de Brangelina, Jolie e Pitt se conheceram durante as filmagens do longa de ação "Sr. e Sra. Smith", em 2003, e começaram a namorar no ano seguinte. Juntos, eles tiveram seis filhos: três adotados (Maddox, Pax e Zahara) e três biológicos (Shiloh e os gêmeos Knox León e Vivienne).  Jolie entrou com o pedido de divórcio em setembro de 2016, quando pediu a guarda dos filhos. A imprensa internacional apontou na época que a separação foi motivada pelo comportamento de Pitt, que teria abusado verbal e fisicamente do filho mais velho do casal durante uma viagem de avião.  As novas visitas do ator às crianças, em Londres, deverão ser acompanhadas por uma psicóloga infantil, segundo a decisão da Justiça. Já no período em que os menores estiverem em Los Angeles com o pai, Jolie poderá fazer apenas uma ligação telefônica por dia.
Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste