Festival de teatro traz inéditos portuguesas sobre a ditadura e a Amazônia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) • 10/08/2018 10:44:00

A quinta edição do Mirada – Festival Ibero Americano de Artes Cênicas de Santos, que acontece de 5 a 15 de setembro na baixada santista, irá reunir dois espetáculos portugueses inéditos no país. O coletivo Teatro do Vestido apresenta “Um Museu Vivo de Memórias Pequenas e Esquecidas“, com concepção, direção e interpretação de Joana Craveiro, que visita a história recente portuguesa, da ditadura do Estado Novo à pós-Revolução de 1974. Na narrativa, a autora costura relatos reais de personagens que entrevistou. Aos espectadores, é servido um jantar, com iguarias portuguesas. Já “Amazónia”, da companhia Mala Voadora, usou a floresta (em especial na região do Acre) como laboratório e residência artística para a criação de Jorge Andrade, crítica à sociedade contemporânea, que tem como pano de fundo a gravação de uma novela “ecológica” na Amazônia. Os ingressos para o festival começam a ser vendidos no dia 16 de agosto nas unidades ou no site do Sesc.
Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste