Câmara de SP discute veto ao canudinho, já aprovado no Rio

MARA GAMA SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) • 11/06/2018 18:21:00

Protocolado no início de maio, teve sua primeira audiência pública na última terça-feira (5) na Câmara de São Paulo um projeto de lei que prevê a proibição de fornecimento de canudos plásticos em estabelecimentos comerciais da cidade. De autoria do vereador Reginaldo Tripoli (PV), o PL 99/2018 estipula multa para quem descumprir lei com valor que pode chegar a R$ 8 mil.  A lei se aplica a hotéis, restaurantes, bares, padarias, clubes noturnos e eventos musicais de qualquer tipo. Em lugar dos canudos de plástico, prevê que podem ser fornecidos canudos em papel reciclável, material comestível ou biodegradável. Na justificativa do projeto, o vereador defende que a aprovação da medida alinharia São Paulo às "cidades mais desenvolvidas do mundo no combate à poluição do meio ambiente".  "Na condição de signatários da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), é nosso dever ter uma gestão eficiente de resíduos e tornar nossa cidade mais sustentável. De uso individual e efêmero, o canudo plástico é um dos problemas ecológicos contemporâneos mais urgentes. Se cada Brasileiro usar um canudo plástico por dia, em um ano terão sido consumidos 75.219.722.680 canudos." No Rio, foi aprovada na última quinta (7) a proibição dos canudinhos de bares, restaurantes e quiosques. O projeto de lei do vereador Jairinho (MDB) também obriga os estabelecimentos a usarem canudos de papel biodegradável ou os recicláveis. A medida precisa ser sancionada pelo prefeito Marcelo Crivella.  "O canudo atinge a todas as pessoas, das crianças aos mais velhos, e sua proibição pode frear um volume importante. Ele simboliza todo o problema da poluição dos plásticos", diz Reginaldo Tripoli. "Nosso intuito com o projeto de lei é, além de proibir, dar impulso a essa discussão e contribuir para um movimento maior de consciência", afirma o vereador. Tripoli confia que seja votado e aprovado em breve. "A ideia tem sido bem aceita por todos", diz. POLUIÇÃO DOS PLÁSTICOS A Europa deve banir plásticos de uso único até 2030. No fim de maio, foi anunciado um plano de redução de uso e produção itens de plástico que deve ser votado em até um ano no Parlamento Europeu.  O continente consome 46 bilhões de garrafas, 36 bilhões de canudos, 16 bilhões de copos de café e 2 bilhões de embalagens plásticas anualmente, segundo um relatório de 2017 da Seas at Risk, organização ambientalista europeia.  Escócia e Reino Unido já estipularam o fim da venda de canudinhos até 2019. O Reino Unido pressiona suas ex-colônias a aderirem à medida. Os canudos já foram banidos em várias cidades dos Estados Unidos. ALTERNATIVAS Para quem precisa mesmo de canudinhos, há alternativas no mercado.  Dá para comprar pela internet canudo em aço inox, vidro ou bambu. Ele pode ser vendido avulso ou com uma escovinha para limpeza. Um kit de quatro canudos de aço com escovinha fica por R$ 47,00. Em vidro, o preço unitário é de R$ 47,00. Em bambu, um jogo com 2 canudos e escovinha fica por 25,00. Todos os preços não contabilizam frente, que varia com a distância e o prazo de entrega.
Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste