Molhos Magrinhos para Saladas

Delícias & Delícias • 04/07/2018 05:25:00

Molho de Iogurte                     

Ingredientes: 2 potinhos de iogurte desnatado, sal, pimenta do reino branca, moída, 1 maço de salsa, 6 folhas de hortelã, 1 colher (café) de mostarda.

Preparo: Pique bem fino a salsa e a hortelã. Junte o sal, a pimenta e a mostarda e misture bem. Vá juntando o iogurte, mexendo sempre, até que tudo esteja bem misturado. Sirva a seguir com salada de pepino, alface ou qualquer salada verde.

Rendimento: 4 porções

70 kcal / porção

 

Maionese sem Óleo

Ingredientes: 5 colheres (sopa) de leite desnatado em pó, 1 colher (sopa) de mostarda, sal, pimenta do reino, 2 colheres (sopa) de suco de limão, 1 maço de salsa picada, 2 ramos de alecrim, 1 pote de iogurte desnatado.

Preparo: Coloque todos os ingredientes no copo do liquidificador e bata por 2 minutos. Sirva como maionese acompanhando legumes cozidos ou peixe.

Rendimento: 4 porções

60 kcal / porção

 

Molho de Ricota

Ingredientes: 200 g de ricota fresca, sal, pimenta do reino branca, moída, 1 maço de salsinha, picada, 1 maço de cebolinha verde, picada, 1 colher (sopa) de suco de limão, 2 colheres (sopa) de leite, 1 colher (chá) de molho inglês.

Preparo: Amasse a ricota com um garfo até reduzi-la a uma pasta uniforme. Tempere com sal, pimenta, molho inglês, salsa e cebolinha. Junte por último, o leite e o suco de limão. Sirva nas saladas de legumes cozidos.

Rendimento: 6 porções

80 kcal / porção

 

Todos estes molhos podem ser acrescidos de azeite ou creme de leite, o que aumenta o valor calórico e o rendimento.

 

MEL

como reconhecer um produto puro

Esse alimento doce e aromático tem uma origem tão natural quanto romântica: é produzido pelas abelhas, a partir do néctar das flores e das plantas. O processo começa quando a abelha colhe o néctar e transforma o açúcar composto, conhecido como sacarose, em açúcares simples. Nesse ponto surge o mel verde, que ainda não está pronto para ser extraído. Na colméia, o mel verde fica armazenado em favos, onde é desidratado e amadurecido.

Verdadeira fonte de vitaminas, como A, C e as do complexo B, também é rico em sais minerais, como potássio, ferro, fósforo, cálcio e sódio. Mas é preciso cuidado com as falsificações. Como é um produto caro, muitos comerciantes adicionam glicose, açúcar de milho ou calda de açúcar para baratear o custo. Com isso, o mel perde suas propriedades.

 

Anote as dicas para identificar o verdadeiro mel:

* Procure saber qual sua origem e compre sempre da mesma marca ou do apicultor de sua confiança.

* Coloque o pote contra a luz. Se for opaco e não der para enxergar do outro lado, é mel puro.

* O mel verdadeiro cristaliza, principalmente no inverno. Mas sua consistência é pastosa, homogênea e derrete na boca.

 

Aqui, vale mais um lembrete: é melhor consumir o mel cristalizado mesmo, evitando amolecer em banho-maria ou expor ao sol. É que o calor acima de 45 graus compromete suas qualidades nutricionais. O mel falso açucara em proporções desiguais.

 

SANDUÍCHES ... em forma de rocambole

Use fatias descascadas de pão de fôrma e passe manteiga até as beiradas. Cubra então com o recheio de sua preferência. Enrole as fatias de pão como se fossem um rocambole. Embrulhe em papel alumínio e gele, para endurecer a manteiga e o recheio. Corte então em fatias de 1 cm. de espessura. Experimente estas opções de recheios:

*  Patê de fígado, que pode ser misturado com manteiga e azeitonas verdes picadas. Bom em fatias de pão branco.

* Requeijão com cebolinhas e temperos, com nozes picadas ou com camarão picado e salsinha. Bom em fatias de pão preto.

* Fatias finas de salmão defumado sobre pão com manteiga misturada com suco de limão. Tempere com pimenta do reino moída na hora. Um bonito efeito cor de rosa, sobre fatias de pão preto.

* Queijo gorgonzola, com a mesma quantidade de manteiga e reduzido a uma pasta. Bom para pão branco.

*  Arrume as fatias de sanduíche alternando as cores e ponha num prato com talos de salsão.

 

nutrição

Alimentação Saudável

Uma alimentação saudável ajuda a prevenir grande parte das doenças crônico-degenerativas, entre elas as doenças cardiovasculares. Ter uma alimentação balanceada não significa deixar de comer o que você gosta, mas sim restringir o consumo de gorduras, açúcares, álcool e sal, dando preferência às carnes magras, aves, peixes, laticínios desnatados, cereais integrais, grãos, legumes, verduras e frutas, bem como comer várias vezes ao dia e beber bastante água.

Todos os nutrientes são indispensáveis à saúde e não se deve  valorizar um e desprezar outro. O organismo irá desenvolver uma carência ou excesso se isso ocorrer.

Deve haver um equilíbrio dos alimentos em uma refeição para que se atinja o ideal proposto: a saúde perfeita.

Sempre que elaboramos uma refeição devemos ter em mente as leis que regem a alimentação equilibrada:

•             Quantidade: numa alimentação a quantidade de alimentos deve ser suficiente para atender o organismo em todas as suas necessidades;

•             Qualidade: deve conter variedade de alimentos que satisfaça todas as necessidades do organismo;

•             Harmonia: os diferentes nutrientes devem guardar equilíbrio entre si, em qualidade e quantidade;

•             Adequação: a alimentação deve ser apropriada às diferentes fases e condições de vida, às variadas atividades, às circunstâncias fisiológicas e de doenças.

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste