MARCO POLO X NEYMAR: A QUEDA

Charanga Domingueira • 29/07/2018 04:59:00

Marco Polo foi um viajante corajoso que no século 13 partindo de sua cidade, Veneza, na Itália, foi descobrir a chamada rota da seda, chegando até a China e vivendo uma série de aventuras que são contadas em livro. Pelos seus feitos seu nome é quase um sinônimo para se designar um viajante aventureiro. Houve um erro de Del Nero, antigo lateral do Palmeiras ao dar o nome do viajante ao Marco Polo que não viaja. Se viajar vai ter o mesmo destino de José Maria Marin e só o fato de não sair das fronteiras do Brasil já é uma confissão de culpa do que aprontou quando presidiu a CBF e foi diretor-executivo da Fifa. Está eliminado do futebol e não pode sequer fazer declarações sobre o mesmo. O que não faria falta alguma se não estivesse ele jogando por fora e mesmo estando eliminado, tramando por baixo das cortinas que acobertam os malfeitos. Não posso deixar de ligar o nome de Marco Polo Del Nero, o que não viaja, ao de Neymar, o que deita e rola. Deixa que antes de mais nada declare que considero Neymar um craque e que só por sua falta de equilíbrio não está presente naquela relação dos 10 maiores do mundo e que concorrerão ao prêmio “The Best” (o melhor) nome que a Fifa passou a usar para designar o melhor do mundo e que Cristiano Ronaldo e Lionel Messi já acumulam pelos últimos 10 anos. Qual a associação que faço de Marco Polo Del Nero com Neymar? Ambos se transformaram em chacota mundial. Marco Polo é corrupto e Neymar é craque. Craque de verdade. Mas, infelizmente também usa uma espécie de corrupção particular ao se jogar e se revirar no solo sempre que tocado. É verdade que Neymar apanha muito dos seus marcadores e quase sempre os árbitros são complacentes com os carniceiros pelo fato do atacante ter adquirido essa péssima fama de cai-cai. Além de ser mimado demais pelo seu pai o que não ajuda em nada para que ele supere essa situação e passe a receber o respeito que seu grande futebol pode alcançar. Se Neymar vestisse as sandálias da humildade e apenas se dedicasse a jogar futebol sem dúvida que continuaria sendo nossa esperança para a futura Copa. Pelé já se aproximava dos 30 anos quando atingiu seu auge na Copa do México em 1970, mesma idade que terá Neymar no próximo mundial. Infelizmente, pelas declarações que vem prestando parece que o indigesto garoto não conseguirá calçar as tais sandálias. Uma pena. Subir é difícil, mas a descida acontece num repente. Quanto a Marco Polo, o que não viaja, soube que está trançando os pauzinhos para eleger Marco Chedid presidente da FPF. É o representante legítimo de uma linha fisiologista que por muitos anos, com seu pai, Nabi Abi Chedid, muito fez para infelicitar o nosso futebol.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste