JÁ TEM CAMPEÃO VOLTANDO PRÁ CASA

Charanga Domingueira • 01/07/2018 12:00:00

Já temos grandes seleções viajando de volta aos seus países. A jornada de ontem eliminou dois e hoje mais dois dirão adeus à Rússia. Com o equilíbrio dominando a disputa e com o futebol bonitinho e muito igualado da maioria é absolutamente impossível eu me meter a besta e arriscar palpites. Posso até ver a qualidade de um e outro, mas, sinceramente, nesta Copa dois mais dois não são quatro. E para aumentar ainda mais a mudança no jogo da bola fica estabelecido que o homem, o ser humano com todos os seus neurônios em plena função não tem mesmo capacidade para dirigir um jogo de futebol. Então fica essa chateação do soprador de apito fazer um quadrado e ir buscar socorro na telinha. E isso conserta tudo?

Uma pinoia. A essa altura o saudoso Nelson Rodrigues, de onde estiver deve estar berrando com seus sofridos pulmões: “eu não dizia que o videotape é burro?” A partir de amanhã só restarão 12 competidores e é até possível que tenhamos um nono campeão. O campeonato está tão nivelado que Bélgica e Inglaterra, que se enfrentaram com seus reservas, não fizeram questão nenhuma de lutar pelo primeiro lugar.

A Bélgica, que ficou com a melhor fatia e vai enfrentar o Japão queria fugir de um possível confronto com o Brasil nas quartas de final. Então, tudo pode acontecer. Não vejo condições para palpites numa Copa tão equilibrada. As oitavas depois de hoje ficam assim: o Brasil enfrenta o México amanhã e a Bélgica, o Japão.

O Brasil é melhor que o México, mas precisa jogar mais do que vem jogando. Se repetir suas jornadas da fase de grupos, mesmo o jogo diante da Sérvia, pode ser eliminado. A Bélgica é favorita sobre o Japão e se o Brasil passar pelo México, reafirmo, que será muito provável que enfrente os belgas nas quartas de final. Na terça-feira encerram-se as oitavas com a Suécia jogando diante da Suiça em jogo absolutamente sem favorito e a Colômbia enfrenta a Inglaterra em outro duelo onde tudo pode acontecer.

O nosso subcontinente mandou 5 representantes e só o Peru foi eliminado. Nada mal, mas dentro do nível geral. Porque a Europa proporcionalmente também classificou quase todos os seus, a África ficou totalmente de fora pelo excesso de calma do Senegal e o Japão é o único asiático que se classificou porque os japoneses são todos muito bem educados e passaram por terem menos cartões amarelos que os senegaleses que são melhores.

Grandes jogos vêm por aí. Espero que nosso escrete tenha mesmo engrenado. Mas, as equipes mais bem organizadas até agora são as da Bélgica e do Uruguai. Que a Copa seja decidida na bola e não por um cartão amarelo.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste